Como obter o melhor prato de macarrão terceira dica usando macarrão Instantâneo

  Qual corte de macarrão Emegê você mais gosta ?
Parafuso
Penne
Espaguete
Ninho
 
 Home  |  A Emegê  |  Fale Conosco  Bem-vindo,
A origem do Macarrão Voltar

A origem do macarrão é incerta: pesquisando as origens da pasta, chamada por inúmeros outros nomes, pode-se voltar ao neolítico (cerca de 8.000 a.C.), quando o homem começou o cultivo de cereais, e, em breve, aprendeu a moer, misturar com água e secar ao sol para cozinhar, ou manter por muito tempo, as suas farinhas. Desta existem vestígios históricos e arqueológicos em todo o continente euro-asiático. Uma das primeiras referências sobre uma pasta cozida à base de cereais e água remete aos povos da Assíria e da Babilônia, em 2.500 a.c.

No Talmud, o livro sagrado que traz as leis judaicas, no século 5 a.C, refere-se ao itriyah dos antigos hebreus, uma espécie de massa chata usada em cerimônias religiosas.

A versão mais comum, atesta que o macarrão teria chegado ao ocidente pelas mãos de Marco Polo, mercador veneziano que visitou a China no século 13. A invenção chinesa, porém, é considerada independente do ocidente, pois, na época, os chineses não conheciam ainda o trigo característico da produção de europeus e árabes. Também, na Itália, já em 1279, 16 anos antes do retorno de Marco Polo, foi registrada uma cesta de massas no inventário de bens de um soldado genovês, Ponzio Bastione. Uma coisa é certa: a pasta ganhou uma importância particular na Itália e na China, onde se desenvolveu contemporaneamente em duas linhas de tradição culinária de prestígio.

A palavra macaronis, seria derivada do verbo maccari,de um antigo dialeto da Sicília, significa achatar e que, por sua vez, vem do grego makar, que quer dizer sagrado.
Existem registros escritos e obras artísticas que demonstram que os gregos, etruscos e romanos, já usavam diversas misturas de farinha com água, em vários tamanhos e formas. Porém, a novidade mais importante, graças a qual teve origem a massa moderna, foi a introdução, atribuída aos árabes, de um novo método de cozimento, o sistema de ebulição, que passou a substituir o forno antigo onde as massas originais eram colocadas diretamente com o molho e o líquido de cozimento. Apareceram assim as massas secas, de longa duração, usadas geralmente pelos árabes que necessitam de comida para as suas longas viagens no deserto. A versão mais aceita pelos historiadores diz que estes levaram esta massa à Sicilia no século 9, quando conquistaram a ilha, a maior da Itália.

A partir do século 13, os italianos foram os maiores difusores e consumidores do alimento por todo o mundo: inventaram mais de 500 variedades de tipos e formatos.

 
RFID | ERP